[vc_row][vc_column][vc_column_text]

Business Valuation: Encruzilhada para a profissão

Resultado de imagem para business valuation

 A crise econômica global e a expansão do uso do Valor Justo deu destaque à profissão do Business Valuation.

Embora existam muitos especialistas de Business Valuation altamente qualificados, não existe uma estrutura profissional única governando os termos de conduta, educação, credenciamento e performance. Há também muito poucas denúncias ou registros de atuação desqualificada, dificultando qualquer anseio por uma padronização de qualidade.

Em artigo da Point of View, profissionais da PwC, John Glynn, chefe da US and Global Valuation, e Beth Paul, chefe de estratégias do US Accounting Services Group alertam um momento crucial na profissionalização do Business Valuation: manter no status quo ou realizar mudanças com o objetivo de aprimorar a situação profissional, inspirando mais confiança no que diz respeito à qualidade e consistência na atuação do Business Valuation?

Panorama atual

Atualmente, não há uma organização profissional unificada que governe a profissão do Business Valuation nem qualquer requerimento para esse profissional se credenciar ou se inserir numa organização.

As organizações de profissionais de finanças existentes geralmente possuem seus próprios padrões de conduta, cobertos por tópicos como independência e conflitos de interesse. Esses padrões variam, de organização para organização.

Há também há um número limitado de normas que guiem os profissionais de Business Valuation no mercado de trabalho. Aquelas que existem são normas gerais que podem ser interpretadas e aplicadas com grande variação.

Além do mais, não há qualificações obrigatórias para esse profissional, há baixa aplicação das normas e credenciais, e, se houver, poucas repercussões formais por não conformidade com as normas ou avaliações de baixa qualidade.

Os itens essenciais na estruturação da profissão:

  1. Elaboração de um código de conduta com guias de comportamento;
  2. Consistente processo de credenciamento;
  3. Instituição de padrões de atuação que ditem o nível de análise a ser aplicado no trabalho realizado; e
  4. Revisão da qualidade com forte crítica dos processos visando alto-padrão do serviço prestado, incluindo mecanismo disciplinar significativo para os membros que não cumpram as normas de conduta e desempenho.

Benefícios de uma estrutura profissional sólida/robusta:

  1. Identidade unificada capaz de reduzir lacunas entre profissão e gerenciamento, auditorias, regulamentações, entre outros;
  2. Inspira confiança na qualidade e consistência do trabalho realizado.

Conclusão

Em suma, é notável que a falta de uma estrutura profissional na profissão de Business Valuation pode impactar na qualidade, eficiência e efetividade do serviço. O mercado se mostra em crescente expansão e carente de orientações específicas para a atuação nas diversas frentes que se fazem necessárias no momento atual.

Dessa forma, está mais do que na hora dos profissionais e também contratantes tomarem uma atitude em prol da evolução da profissionalização desse ramo.

Fontes

Point of view: The valuation profession
Training contract[/vc_column_text][vc_empty_space height=”8px”][vc_empty_space height=”40px”][/vc_column][/vc_row]